Aprendendo a andar de skate.

Os jovens de hoje estão cada vez mais optando pelos esportes radicais. Isso lhe dá a oportunidade não apenas de jogar fora a energia acumulada, mas também de sentir a liberação de adrenalina no sangue. O skate pertence à categoria de diversão extrema popular hoje em dia. Os adeptos deste esporte se autodenominam pilotos e ficam felizes em demonstrar aos outros os truques mais incríveis. Não é de surpreender que, ano após ano, o número de pessoas que desejam ter um lugar no conselho cresça continuamente. Para ajudar os iniciantes, daremos uma resposta detalhada à questão de como aprender a andar de skate.

Comprando uma prancha

Em primeiro lugar, o futuro ciclista precisa adquirir um skate que se adapte às suas necessidades e interesses. Ao mesmo tempo, o design e o apelo visual desempenham um papel secundário na escolha de um produto. A ênfase principal deve ser colocada nas características técnicas, das quais dependem em grande medida a facilidade de utilização do skate e a capacidade de executar vários truques. Qualquer tabuleiro consiste nos seguintes elementos:

  • baralho;
  • rodas;
  • rolamentos;
  • suspensões ou faixas;
  • influenza;
  • Chaves e parafusos de montagem.

A maioria dos pilotos experientes compra essas peças separadamente, combinando-as com o estilo de pilotagem que estão usando. Em seguida, os skatistas montam independentemente o produto que é mais adequado para eles. Porém, para os iniciantes é melhor comprar uma prancha pronta, consultando previamente pessoas experientes. Muitos ciclistas que valorizam seu tempo compram equipamentos esportivos em lojas online, guiados por críticas positivas ou pelo nível de popularidade do produto na web. Um exemplo de um catálogo eletrônico conveniente de skates é apresentado no link http://moskva.aport.ru/skejtbordy_skejty/cat5561.

Na hora de escolher uma prancha, é necessário prestar atenção não tanto ao preço quanto à qualidade. Afinal, é desse parâmetro que depende diretamente a segurança de uma pessoa em pé em um skate. As peças de baixa qualidade irão falhar rapidamente, e um produto de fabricantes duvidosos pode em breve delaminar e se tornar inutilizável. Todos os itens devem ser inspecionados e verificados cuidadosamente antes de comprar a prancha. Recomenda-se começar pelo deck, que é o topo do produto. É nela que o atleta se levanta ao patinar. A largura do deck varia de 19 a 21,5 cm, o comprimento - de 78 a 83 cm. É importante lembrar que skates estreitos são considerados muito mais manobráveis. Já as tábuas largas proporcionam melhor aderência, o que significa que têm boa estabilidade. Um iniciante deve dar preferência à opção intermediária. Uma largura de placa de 20,3 cm será suficiente.

Quanto ao comprimento do produto, ele não tem muito efeito na manobrabilidade e facilidade de uso. O tamanho padrão do tabuleiro é de cerca de 78,5 cm. A curvatura do deck também não é muito importante para os iniciantes. No processo de montar e dominar a prancha, o atleta será capaz de entender por si mesmo o quão confortável o ângulo de subida existente é para ele. Uma inspeção cuidadosa do skate irá garantir que não haja rachaduras laterais, que são um sinal de um produto com defeito. Por outro lado, você pode fechar os olhos para pequenos defeitos longitudinais, uma vez que eles inevitavelmente surgem ao lado dos parafusos após literalmente alguns dias de uso. As características do conselho também são influenciadas pela idade. Afinal, quanto mais tempo o produto fica armazenado no depósito, mais ele seca. Conseqüentemente, tal placa esfoliará rapidamente. Portanto, ao escolher um skate, você precisa estar atento à data de sua fabricação.

Existem também requisitos especiais para suspensões e rolamentos. O primeiro não deve se projetar sobre as bordas da placa. É desejável que os pingentes sejam feitos de um material relativamente leve, ou seja, alumínio. A velocidade da prancha e a segurança de deslocamento dependem da qualidade dos rolamentos. As peças sólidas deste tipo são fabricadas na Alemanha, Suécia, América, Itália e Japão. Enquanto os fabricantes russos e taiwaneses produzem mais produtos defeituosos. Como mostra a prática, os rolamentos ABEC de 1-3 classes se tornam a melhor opção para iniciantes. Na hora de escolher as rodas, deve-se ter em mente que quanto menores forem, mais fácil será para o atleta segurar a prancha.

Equipamentos e posição de pilotagem

Não basta apenas conseguir uma prancha adequada, é necessário adquirir também vários acessórios para pilotá-la. Muitos pilotos novatos ingenuamente acreditam que você pode andar de skate com qualquer calçado esportivo. No entanto, isso é um equívoco. Os calçados de skate devem fornecer proteção e apoio ao atleta. Modelos de calçados especializados projetados especificamente para ciclistas fazem o trabalho perfeitamente. Eles têm uma sola incomum que fornece uma pegada segura na prancha. Tais produtos são resistentes à abrasão, caracterizando-se por uma durabilidade especial. Já os sapatos com sola texturizada, típicos da maioria dos tênis ou camisetas, devem ser evitados.

Como o skate é um esporte altamente traumático, a proteção é indispensável para um iniciante. O capacete, junto com joelheiras e cotoveleiras, é um elemento essencial da roupa dos pilotos. Também será útil adquirir proteção para os pulsos, porque quedas de um skate podem causar danos às articulações. Um capacete para andar em uma prancha deve ter uma superfície plana. Uma tira de queixo forte também é importante. Um atleta iniciante não deve hesitar em sair para a rua com uniforme completo, pois até mesmo os pilotos experientes se protegem ao dominar ou executar manobras complexas.

Tendo se perguntado como aprender rapidamente a andar de skate, um iniciante precisa encontrar uma plataforma adequada para dominar uma nova habilidade. A opção ideal seria uma superfície de concreto lisa, sem rachaduras ou buracos. Quaisquer defeitos no pavimento asfáltico na fase inicial podem causar quedas. Em geral, num primeiro momento, é adequada qualquer área plana, na qual não circulem carros e com o mínimo de pessoas caminhando. Pode ser um canto remoto de um parque ou um jardim público tranquilo não muito longe de sua casa. Muitos skatistas iniciantes preferem treinar longe de olhares indiscretos, usando o estacionamento subterrâneo para esse fim.

Aprendendo o básico

Visto que aprender a andar de skate do zero provavelmente não funcionará no menor tempo possível, um iniciante precisa ser paciente. Muitos atletas novatos cometem o mesmo erro e tentam executar manobras sem nem mesmo conseguir ficar em pé bem na prancha. Essa pressa não é apenas carregada de ferimentos graves, mas também costuma fazer a pessoa ficar frustrada com o skate. Portanto, você não deve apressar muito as coisas, tentando dominar técnicas magistrais o mais rápido possível. É muito melhor dedicar tempo suficiente ao treinamento básico, que será a melhor base para o crescimento atlético futuro.

Em primeiro lugar, o iniciante precisa determinar qual perna é seu pivô. É ela quem vai ser usada para se levantar do chão enquanto dirige. Depois de colocar o patim em uma superfície plana, inadequada para patinar, seja um tapete felpudo ou gramado, você precisa ficar em pé sobre ele com os dois pés. Em seguida, você precisa empurrar o chão ou solo com o pé traseiro. O mesmo deve ser feito mudando a posição das pernas. Concentrando-se nos próprios sentimentos em termos de conforto, o atleta poderá perceber qual pé é o seu suporte. Via de regra, a pessoa começa a descer as escadas com essa perna e a expõe ao cair. Na maioria dos casos, o pé direito é o pivô.

O próximo passo é avançar lentamente. De pé no skate, você precisa empurrar levemente para fora da superfície com a perna de apoio e, em seguida, colocá-lo de volta na prancha (foto). Você precisa rolar muito devagar e com cuidado, tentando manter o equilíbrio. Com um pouco de tempo para se acostumar com o skate, você pode começar a aprender uma pilotagem com mais energia. Um erro muito comum para iniciantes é dar muitos chutes curtos em vez de substituí-los por um empurrão poderoso. Como resultado, a prancha começa a "andar" e o atleta perde o equilíbrio. Recuos longos tornam o passeio mais suave e mais estável.

Para desacelerar, o ciclista precisa mover a perna de patinação para mais perto da cauda do patim e transferir o peso corporal para ela. A prancha começará a parar gradualmente e o atleta logo poderá sair com segurança da prancha. Para uma frenagem de emergência, você deve apoiar-se no calcanhar da perna, ficando atrás com tanta força que o patim encoste no asfalto com a cauda. Ao mesmo tempo, o nariz da prancha deve elevar-se no ar. Existe outro método de parada adaptado para superfícies planas. Para parar de se mover, o skatista precisa retirar a perna de apoio do convés e desacelerar com o pé no asfalto. É importante ressaltar que em caso de emergência o atleta deve pular da prancha.

Além disso, o futuro cavaleiro terá que dedicar tempo para treinar voltas. Eles podem ser lisos e afiados. É bastante óbvio que os iniciantes devem começar com os primeiros. Para alterar suavemente a trajetória do movimento, o atleta deve transferir todo o peso de seu corpo para os calcanhares ou dedos dos pés, dependendo da direção em que precisa virar (foto). Também é necessário inclinar o corpo ali. Muito neste caso depende da força da pressão. Quanto maior for, mais nítido será o ângulo de rotação.

Uma mudança brusca de direção requer que o motociclista tenha a habilidade de se equilibrar apenas nas rodas traseiras. Ao andar de skate, você precisa transferir o peso do corpo para a perna de apoio para que a ponta da prancha se levante. Em seguida, você deve dar um solavanco com o corpo na direção certa e abaixar-se novamente sobre as rodas dianteiras. É perfeitamente possível para um iniciante passar sem essa habilidade. Para começar, ele precisa dominar e consolidar curvas suaves, passando de uma direção normal em linha reta para uma mudança de direção nítida. No primeiro estágio, o treinamento não acontecerá sem quedas, mas com o tempo, o atleta terá sucessos tangíveis.

Em conclusão, é importante notar que aprender a andar de skate exigirá muito esforço e tempo da pessoa. Somente a prática constante e a condução na companhia de pilotos mais experientes permitirão que você alcance rapidamente resultados notáveis. Começando com a direção direta e o equilíbrio do domínio, você deve gradualmente passar para curvas suaves e dirigir em inclinações. Na ausência de mentores experientes, inúmeros tutoriais em vídeo, apresentados em grande abundância na Internet, ajudarão a aprender a andar de skate.

.