A diferença entre um leilão e uma cotação.

Os comerciantes modernos lidam regularmente com leilões e cotações. Quais são as características desses instrumentos financeiros?

O que é um leilão?

Em , leilão é mais frequentemente entendido como uma venda organizada de certos bens, serviços, valores mobiliários e outros ativos, que na maioria dos casos é aberta. A principal característica do leilão é que o preço final das mercadorias é determinado durante a negociação entre os participantes do evento em questão. O anfitrião ou organizador do leilão geralmente anuncia o preço inicial, após o qual os compradores em potencial começam a negociar. Quem oferecer o preço mais alto fica com o direito de adquirir a mercadoria.

Assim, o valor de um produto vendido em leilão é determinado principalmente com base nas características individuais da procura. O preço de um produto é formado em função da necessidade de um determinado cliente.

Os leilões modernos também podem ser eletrônicos - neste caso, são realizados em locais especializados que possuem a infraestrutura necessária para garantir a aceitação efetiva das ofertas dos compradores, bem como os acordos entre os vencedores e os vendedores do leilão.

O que é uma citação?

Em cotação é habitual significar o valor atual de qualquer produto oferecido pelo vendedor ou pelo comprador (isto é, o preço pelo qual uma parte está pronta para vender o produto, e o outro - para comprar). As cotações geralmente correspondem a preços de câmbio. Isso significa que eles geralmente mudam muito rapidamente.

A formação das cotações é regulada principalmente pelo organizador do leilão. Como regra, a troca oferece bastante liberdade na determinação do valor dos preços dos ativos que estão sendo vendidos por compradores e vendedores. Além disso, os organizadores dos leilões são responsáveis ​​pela publicação imediata e correta das cotações.

Os indicadores do valor dos ativos em questão, nas bolsas modernas, são frequentemente formados com base no rácio entre a oferta e a procura de bens. Ou seja, de acordo com os princípios de mercado que caracterizam a demanda de massa.

Comparação

A principal diferença entre um leilão e uma cotação é que o primeiro termo corresponde a um mecanismo especial de organização de concursos, no qual o preço final das mercadorias é determinado pelos compradores negociados. Uma cotação é o preço de um produto, que pode ser formado tanto pelo vendedor quanto pelo comprador.

Em muitos casos, o fator determinante na formação do custo dos produtos vendidos em leilão é a demanda individual, que caracteriza as necessidades de um determinado comprador. Por sua vez, as cotações são formadas com base nos princípios do mercado, ou seja, sob a influência da demanda coletiva de bens.

Tendo determinado qual é a diferença entre um leilão e uma cotação, vamos fixar as conclusões na tabela.

Tabela

Leilão Cotação
O termo corresponde ao formato de negociação, em que o preço dos bens é determinado com base nas ofertas dos compradores negociadosO termo corresponde ao preço dos bens determinado no decurso da negociação (geralmente troca) pelo vendedor ou pelo comprador
Pressupõe a formação do valor dos bens com base na demanda individual, que caracteriza as necessidades de um determinado compradorPressupõe que formação do valor dos bens principalmente de acordo com os princípios do mercado, com base na demanda massiva pelos bens
.